Eu, por você.

Você não sabe, não teria como saber o efeito que tem causado em mim. É uma viagem por questões sexuais, intelectuais e emocionais que são só minhas, mas a partir de você. E claro, tudo já estava latente em mim. Foi esse o medo que senti de você quando te vi a primeira vez, que me obrigou a fazer uma piada idiota só pra ter o que falar. Só pra ver se você me notava. Foi esse o medo que percorreu tudo aqui dentro quando eu percebi que seus olhos, nariz e boca tão grandes não eram pra enxergar, cheirar ou comer melhor. Mas que eles aumentavam de acordo com o desejo que eu inspirava em você, desejo que era só seu, assim como essa viagem é só minha. Desejo ao qual eu respondia instintivamente, sem o menor domínio da razão. Eu não estava preparada. Essas coisas continuaram aqui. Todas. Precisando sair, sem encontrar caminho. Agora eu fui buscar você. De novo. Agora eu estou pronta pra viver seja lá o que vier disso. Dessa troca que você talvez nem entenda mesmo, pq eu não te falo. Elas estão sendo vomitadas em textos e conversas extensas, complexas e muito especiais. Porque apesar de nós, e do que aconteceu, tem eu. Tem tudo meu aqui dentro, coisas acontecendo racionalmente, apesar da vontade que eu tenho de que tudo fosse visceral, passional. É uma mistura absurda de sensações sem nenhuma confusão.
O mais perfeito pra mim, é que não é você o instrumento dessa viagem. Sou eu mesma. É tudo meu, Eu queria poder entregá-las a você, mas você tem as suas próprias descobertas. Que eu também queria que você me desse…
E eu não sei quem é você. Mas eu sei exatamente quem você é. Mais que isso, eu sei exatamente quem você é na minha história. Eu poderia não te ver, não saber mais de você. E o seu lugar na minha vida seria o mesmo. é um amor, mas é “um amor”. E tudo isso só é possível porque você é esse você. Esse que é a mistura do homem que eu vi, pelo qual eu me apaixonei inocentemente, depois do homem que virou uma espécie de mito nas conversas de mesa de bar com as amigas e depois o homem que você trouxe consigo nesse reencontro. Agora tem mais um, que é o homem de depois desse reencontro.
Mas o que tem vazado de tudo isso, na verdade, é a percepção sobre mim mesma. Que a cada novo diálogo ou texto ou devaneio ou sonho ou inspiração me surpreende mais.

Anúncios